Solicitar contato

15/05/2019   16h57

O que é Plano Mestre de Produção e como ele pode otimizar a sua produção

Veja como o MPS pode otimizar a sua produção

15/05/2019   16h57

Como o nome indica, o Plano Mestre de Produção ou Master Production Scheduling (MPS) decide quais produtos são fabricados e quando. As matérias-primas necessárias são identificadas pela lista técnica de produtos acabados, cujos dados são integrados aos dados de estoque atuais para criar o MRP (Material Requirement Planning) para suprimento de matérias-primas.

MPS é o processo que ajuda os fabricantes a planejar quais produtos e quantidades relacionadas produzir durante determinados períodos. O MPS é proativo, pois impulsiona o processo de produção em termos do que é fabricado e quais materiais são adquiridos.

O Plano Mestre de Produção constitui a base da comunicação entre vendas e fabricação. Usar o MPS como um contrato entre vendas e produção significa que as vendas podem fazer promessas válidas. o MPS não é um plano rígido, é um plano dinâmico e pode ser alterado quando houver alterações na demanda ou capacidade.

 

MPS é uma função de planejamento crucial

Como parte de um Sistema ERP totalmente integrado, o MPS geralmente fornece uma função de planejamento crucial, extraindo dados reais de suprimento e demanda, bem como previsões, para fornecer planos de produção precisos e oportunos que ajudem os fabricantes a atingir seus objetivos de produção e minimizar os custos de aquisição. O MPS também leva em conta a capacidade de fabricação da planta em seus cálculos. Uma vez que as ordens de produção tenham sido analisadas e aprovadas, o processo MRP é iniciado e as ordens de compra podem ser geradas. O MPS também oferece proteção contra escassez, confusões imprevistas e alocação ineficiente de recursos.

 

Quais são as funções do Plano Mestre de Produção?

O MPS busca formar um plano detalhado que atenda aos seguintes objetivos:

  • Atinja os níveis desejados de atendimento ao cliente
  • Faça um uso mais eficiente de recursos
  • Mantenha um nível desejável de inventário

O MPS no gerenciamento de operações deve equilibrar a demanda identificada por vendas e marketing com a disponibilidade de recursos.

 

Técnicas diferentes de planejamento de produção mestre

O MPS precisa planejar o que será fabricado no nível mais eficiente. Se o MPS cobrir muitos itens, será difícil colocar o plano em prática de maneira eficaz. Considerando que, se o plano não é suficientemente detalhado, a produção sofrerá. Como regra geral, o planejamento mestre deve acontecer onde o menor número de alternativas de produto existe.

Em ambientes de produção para estoque, um número limitado de itens é montado a partir de um número maior de componentes, por exemplo, gravadores de vídeo ou computadores. O MPS deve, nesse caso, ser um cronograma de itens de produtos acabados.

Em um ambiente de produção sob encomenda, muitos produtos acabados podem ser produzidos a partir de um número relativamente pequeno de matérias-primas. Um ótimo exemplo desse processo seria como os carros são fabricados. Os subconjuntos de muitos carros serão os mesmos, mas os diferentes modelos de carros fabricados diferem em opções específicas, como cor, multimídia, teto solar e vidros elétricos. O MPS em um ambiente de produção sob encomenda é um cronograma dos pedidos reais do cliente.

Os ambientes de montagem sob encomenda usam matérias-primas para formar componentes básicos e submontagens completas. Esses componentes e submontagens compõem uma variedade de produtos acabados. O Plano Mestre de Produção deve, portanto, ocorrer no nível da submontagem.

 

Qual é a relação entre o MPS e o MRP?

O MPS é o principal direcionador do MRP. Juntamente com as listas de materiais, o MPS pode determinar quais componentes são necessários na fabricação e quais componentes precisam ser comprados. O MPS é um plano prioritário para fabricação.

Embora o MPS e o MRP tenham algumas semelhanças, incluindo a capacidade de gerar itens fabricados planejados e ordens de compra e transferência há algumas características que os diferenciam. Por exemplo, diferentemente do MRP, o MPS tende a concentrar suas capacidades de planejamento na produção de produtos acabados, componentes ou peças que geram a maior rentabilidade para o fabricante e, portanto, provavelmente constituem a maior parte dos recursos necessários para a produção.

Outra diferença é que o MPS opera somente dentro de um nível da lista técnica de um item, enquanto o MRP pode ser utilizado em todos os níveis. O MRP concentra suas capacidades de planejamento mais no atendimento à demanda de componentes ou submontagens, enquanto o MPS se concentra mais no estabelecimento de planos de produção para atender à demanda real de produtos acabados, bem como para atender às datas projetadas de entrega do cliente.

Os planos de MPS baseiam-se normalmente em dados como ordens de venda, ordens de serviço, recursos disponíveis, níveis de estoque e restrições ou previsões de capacidade. Essas previsões dão aos fabricantes a capacidade de antecipar a demanda do produto e a flexibilidade de ajustar os planos de produção com base na sazonalidade, nas promoções e na demanda flutuante de itens específicos e / ou produtos acabados. A saída do MPS inclui quantidades de um item a ser produzido, datas de vencimento e quantidades disponíveis para promessa.

 

Os benefícios do MPS

  • Capacidade de fazer ajustes nas flutuações da demanda, minimizando o desperdício
  • Evita falhas no agendamento de produtos
  • Melhora a eficiência na localização de recursos de produção
  • Fornece controles de custos mais efetivos e estimativas mais precisas dos requisitos de materiais e datas de entrega
  • Reduz o lead time ao longo do ano
  • Fornece um canal de comunicação eficaz com a equipe de vendas para fins de planejamento

 

O MPS é o coração de um sistema de ERP de manufatura

O MPS é o elo entre o planejamento e a fabricação, sendo usado como base para o cálculo da capacidade e dos recursos necessários para atender aos planos de produção. O MPS está no centro de um Sistema de ERP de manufatura e se conecta a vários módulos, incluindo Controle Financeiro, Contabilidade, Faturamento e Vendas, Estoque, Compras, Rastreamento de Lotes e Recursos Humanos, apenas para citar alguns.

Compartilhe este conteúdo