Solicitar contato

10/04/2019   11h20

8 dicas para gerenciar melhor os custos da sua empresa

Confira etapas para o gerenciamento eficaz e proativo dos custos do seu negócio

10/04/2019   11h20

A redução de custos real para o seu negócio não está ligado à redução de um ou outro custo em especial. Para alcançar resultados duradouros, elencamos 8 dicas para gerenciar as despesas regulares da sua empresa.

Estima-se que a maioria das empresas desperdiça cerca de 30% de seus gastos em itens que não têm impacto sobre seus clientes.

Mas não existe passe de mágica, em bons negócios. Embora o corte de custos possa fazer os números parecerem melhores no curto prazo, pode ter um impacto negativo de médio ou longo prazo em um negócio. Aqui são oito etapas para gerenciamento de custos eficaz e proativo para o seu negócio.

 

1. Entenda a estrutura de custos do seu negócio

Este é o item mais importante no gerenciamento eficaz de custos. Muitas empresas simplesmente não possuem informações precisas sobre quais são realmente seus custos. Ao procurar gerenciar seus custos, primeiro deve-se identificar as fontes de receita. Quanto está vindo das vendas de quais produtos e serviços? Quais são os clientes com maior gasto? Então, a empresa precisa descobrir quais custos específicos estão envolvidos na produção de seu fluxo de receita. Finalmente, os gastos gerais e os custos de uma empresa não diretamente ligados à geração de receita devem ser identificados.

 

2. Reduzir conflitos entre departamentos

Como primeiro passo, elabore um fluxograma básico do fluxo de trabalho de sua empresa.

Isso vai começar a ajudá-lo a entender como cada departamento é afetado pelos outros. Por exemplo, como o armazenamento efetua vendas?

Em qualquer organização, a maneira como um departamento opera é influenciada por outras partes da empresa. Portanto, para reduzir a complexidade, você deve estar constantemente questionando por que o trabalho é feito e como isso pode ser feito com mais eficiência. Depois de ter elaborado seu fluxograma, você provavelmente começará a observar que há várias etapas extras e desnecessárias envolvidas nas operações da sua empresa.

 

3. Engaje seus funcionários

Eduque seus funcionários na tomada de decisões, na formação de equipes e na solução de problemas, para que eles possam controlar melhor seus próprios custos. A maioria das pessoas quer fazer um bom trabalho e ajudar a empresa a ter sucesso. 

Além disso, quando uma empresa investe em seu pessoal treinando e capacitando, ela colherá os frutos de uma força de trabalho que trabalha em conjunto pelo bem da empresa. Da mesma forma, se você envolver ativamente seus funcionários no processo de gerenciamento de custos, você obterá o melhor deles. Se você está ativamente à procura de sugestões de seus funcionários, você vai, sem dúvida, encontrar maneiras melhores e mais rentáveis para fazer as coisas.

 

4. Volte ao seu plano de negócios

Toda empresa precisa ter uma estratégia de negócios de longo prazo. A gestão de custos deve fazer parte da estratégia e ser influenciada pela estratégia. As decisões de custos devem ser medidas de acordo com a estratégia da empresa, e não com uma situação atual de curto prazo.

Uma empresa não deve comprar uma quantidade excessiva de estoque porque o fabricante reduziu o preço para se livrar dela. A empresa deve comprar o valor necessário para satisfazer seus clientes.

 

5. Economia Fácil

Reforçamos que não existe uma solução rápida quando se pretende gerir os seus custos, mas existem algumas alterações simples que podem ter impacto imediato. Alguns pequenos custos podem ser reduzidos com pouco risco de afetar a qualidade do seu serviço.

Verifique atentamente as faturas de fornecedores por excesso de preço, por exemplo, descontos em falta. Elimine, por exemplo, o aluguel de linhas telefônicas sobressalentes, assinaturas desnecessárias, desperdício de energia, etc.

 

6. Compare-se

Como parte de sua revisão de gerenciamento de custos, faça a comparação com outras empresas semelhantes. Qual é o gasto médio do setor em diferentes áreas? E como seus custos se comparam? Revise periodicamente o que você está fazendo e como está fazendo.

 

7. Converse com seus clientes

Tire um tempo para conversar com seus clientes e perguntar se eles acham que você está fornecendo a eles algo de que não precisam. Por exemplo, talvez a opção cara de entrega no mesmo dia que você oferece não seja realmente necessária ou talvez sua embalagem seja melhor que o necessário.

Seus clientes são as melhores pessoas para lhe informar sobre quais partes do seu serviço são importantes para elas e quais são excedentes para suas necessidades.

 

8. Revise suas finanças

Reduza o capital de giro através de compras just-in-time, melhor controle de crédito e acordos de prazos mais longos com seus fornecedores. Considere os empréstimos a juros baixos, em vez dos descobertos - e elimine qualquer empréstimo desnecessário ou cheque especial da cabeça.

Tire o máximo proveito de suas instalações, pensando em utilizar qualquer espaço extra. Confira se você pode reduzir seus custos de serviços públicos e também verificar fornecedores de telecomunicações alternativas.

Compartilhe este conteúdo